8 formas de usar trackpants em um mood chic!

Oi Gurias, tudo bem por aí?

Trackpants ou para os mais chegados: calça de abrigo! hahah Como usar ela fora das atividades físicas ou academia?

1. Misturando a trackpantes com a jaqueta mais fashionista: bomber! As de paête funcionam muito com essas calças, para criar um mood mais chic. Eu iria até pra balada com uma calça dessas, topcropped poderoso e um salto! hahah Juro. 

2. Em uma pegada bem fashionista um hi-low poderoso sempre funciona. Principalmente essas grandes grifes em peças que não estamos tão acostumados a ver, gucci em moletom!

A bota branca, garante ao look um conhecimento de moda e tira qualquer ar de desleixo.

3. Vinho com azul, quem é essa gênia? AMEI! Muitas pessoas não sabem mas o azul é a cor que denota maior autoridade, elegância e prestigio. Mais até do que a cor preta, sabiam?  Isso porque nosso inconsciente trabalha muito mais do que nós imaginamos, azul é a cor do céu e é onde esta o limite para a maioria dos homens.

Os cortes retos e perfeitos também ajudam a transmitir autoridade e foco.

 

4. Conjuntinho completo: pode sim!

Esse é só dar crtl+c e crtl+v aí, funciona com certeza! Opte pelo sapato que mais te deixe confortável, adapte pro teu estilo e vai. Um ótimo jeito de personalizar pode ser por acessórios, que tal?

5. Camisa branca pra que te quero e voilà!

6. Scarpin!

Muitas mulheres não acham confortável essas sandálias de tiras, um sapato tão feminino quanto é o scarpin. Blusa com recortes como a de Camila, garantem feminilidade na medida certa ao look. Em produções monocromáticas (toda preta, toda branca, mais peças de uma cor só sabe?) invista em uma bolsa diferente!

7. Nível hard de fashionismo: ativar! hahahha Esse mood eu trouxe mais pra conhecimento, é um pouco difícil de colocar no dia-a-dia mas o que é muito interessante desse look é que, mesmo com tantos acessórios esportivos o look está CHIC!

8. Do meu jeito: Amei contrapor o preto com o vermelho nesse look, apesar de serem duas cores com presenças muito fortes o look não ficou pesado, esse ar esporte deixou o look leve, do jeito que eu amo!

 

Gostaram? Me contem, essa interação é muito importante pra mim! Só consigo saber se vocês gostam mesmo quando me falam, e também no que posso melhorar. É conversando que a gente se entende né? hahah. Espero vocês e me mandem o que vocês querem ver aqui!

 

Com carinho, Vanessa de Andrades. @nessadeandrades

Look do dia: Volume +cintura marcada

Oi Gurias, tudo bem com vocês?

Esse look ainda não usei no dia-a-dia mas vou usar muiiiiito porque amei! Vesti essa roupa para comemorar os 9.000 mil seguidores lá no instagram e já fotografei pra postar aqui pra vocês. Eu amo cintura marcada e já uso muiiiito, mas nunca tinha vestido essas mangas volumosas, mas sabe que eu amei!

 

Eu já tinha mostrado aqui no blog essa tendência pra vocês, pra quem não viu, pode clicar aqui e também vou deixar lá no final do post pra vocês.

Essa blusa ombro a ombro já me fez imaginar vários looks de primavera, preparem-se porque vou usar muito! haha. Achei ela super funcional para o dia-a-dia de trabalho, esse ar de camisaria que o tecido dela traz deixa um look formal combinado com uma calça de alfaiataria de um scarpin!

Como a manga traz muito volume, marcar a cintura garante um contraposto de formas muito interessante. Deixando o look como eu amo, bem feminino! Para quem gosta de looks oversize uma calça carrot combina bem.

Look completo!

 

Esse foi o meu jeito de reproduzir o look, mas lembra sempre: é o teu jeito que importa! Gosto de lembrar incansavelmente isso pra vocês porque eu acredito que é aí que está a diferença, já tem muita gente que segue padrões. Tem coisa mais linda do que desfilar por aí sendo você mesma? Segue o teu e vai!

Nesse post aqui tem mais demonstrações de como usar essas mangas: clica aqui!

Já vou dar um #spoiler só pra vocês aqui: estou criando um jeito de realmente te ajudar no dia-a-dia a traduzir o que você quer na roupa, vai ser de um jeito super prático e rápido mas que vai fucionar muiiiito! Aposto contigo! Nada de consultoria de imagem e estilo, e esse papo que já todo mundo cansada de ouvir. Vai ser um jeito de conhecer cada uma de vocês e realmente te ajudar a chegar onde tu quer. Me chama que eu vou, viu?  #mechamaqueeuvou

Com carinho, Vanessa. @nessadeandrades

 

O detalhe mais chic dos últimos tempos!

Como faço meu cabelo ondulado?

Olá Gurias!

Quem acompanha no insta já viu que entrou vídeo novo lá no canal do Youtube: como eu faço meu cabelo ondulado!

Te contei tudo e espero muito que tu consiga também, aposto que vai. Vamos fazer juntas?

 

 

O Shampoo seco é Batisteeeeee, e não batista! haha Mas o link aqui está certo:

shampoo para loiras e

shampoo para todos os cabelos, esse é o shampoo seco mais cheiroso do mundo

Gostou? Passa lá deixa teu like e me conta o que tu quer ver por lá e por aqui <3 Vamos construir juntas!

7 coisas que vão mudar o modo como você vê o mundo digital

Nesse final de semana tive a honra de participar do #CONEDI evento de empreendedorismo digital promovido pela @ajepoa 

E realmente posso dizer que me surpreendeu muito, diferente de vários encontros sobre o tema o Conedi trouxe conhecimento técnico e pratico: essa ferramenta, esse conhecimento existe mas como aplico no meu negocio?

Foram 3 dias de muito conhecimento e não teria maneira melhor de agradecer a oportunidade do que compartilhando 7 pontos que mais me chamaram atenção.

Em um evento de tecnologia e mundo digital o normal seria falarmos só de ferramentas, programação, dados analíticos né? O Conedi falou sim, de tudo isso mas eles ainda foram além, eles lembraram do cara que faz tudo isso acontecer: o ser humano.

  • 1 – Mídia Social não é lugar para vender algo!

 

Mídia social é um canal de relacionamento, relaciona-se. Em um mundo onde os produtos são tão parecidos em termos de qualidade e oferta, você já se perguntou porque o seu cliente escolhe você e não o concorrente? Ou vice-versa.

 

Relacionamento, identificação com a marca, experiência de compra e pós compra, podem ser algumas das respostas.  

  • 2 – Propósito: Em casa de ferreiro, espeto de pau.

 

A internet não deixa mais espaço para empresas que vendem uma coisa e entregam outra. Não adianta fazer toda uma ação de marketing sobre o feminismo por exemplo e não viver ele na prática. As pessoas sentem quando não é verdade.

 

Qual o teu propósito?

 

As pessoas que fazem parte da tua empresa precisam ecoar a mesma mensagem que você quer transmitir.  Sabe porque? A sua empresa não é o que você diz dela, mas sim o que as pessoas dizem sobre ela.

 

Qual a credibilidade que você tem com o seu público?

 

Deixe boas sensações no mundo e boas sensações não são transmitidas por robos, mas por pessoas.

 

  • 3 – A solução que você mais busca está no..

 

Conhecimento específico, reflexão e relacionamento. A criatividade não surge do nada, ela vem de um conhecimento e vivência do problema, ela vem da vontade de fazer melhor e mais fácil.

 

De mudar a vida das pessoas para melhor. O quanto você entende o seu cliente? O quanto você sacia as suas necessidades?

Você busca novos conhecimentos?

  • 4 – Experiência: viva experiências inesquecíveis.

O que melhor existe na vida do que viver? Cause o melhor no seu cliente. Proporcione a ele o melhor. O melhor momento, dia ou consumo.

 

O que é importante para ele? O que ele busca?

#conedi lotado 👏👏👏

A post shared by AJE/POA (@ajepoa) on

  • 5- Não tenha medo!

 

Medo do desconhecido. Medo de ser julgado. Medo do primeiro passo. Medo de perder o controle.

 

Essa colocação é um slide de uma das palestras e não é incrível? Eu sempre digo pra vocês: lembra que o medo não existe, ele é algo irreal. O medo só faz a gente pensar em todas as possibilidades que não dariam certo, e se o pensamento é a nossa maior arma para criar a realidade, vamos ocupar a nossa mente com pensamentos bons. (pode clicar aqui para ir para o post)

 

  • 6 – Seja um PDE  e não um PDV.

 

Essa eu escutei do Hector, um dos palestrantes. E achei fantástica. Se estudarmos vários cases de grandes empresas, vamos notar que todas elas viraram a chave e cresceram depois de entender esse ponto.

 

Porque ser apenas Pontos De Vendas quando podemos ser algo muito melhor: Pontos de Experiências.

 

A Melissa por exemplo não vende sapato de plástico.

 

A Netflix não vende filmes.

 

A Apple não vende tecnologia.

 

A Coca-Cola não vende refrigerante.

 

A Chanel não vende roupas.

  • 7 – O cérebro humano ainda é válido.

 

E nós andamos esquecendo dele, até nas indústrias mais “criativas”

 

As ferramentas de análises de dados são muito importantes, mas elas não descartam o pensar. Ainda é através da criatividade própria que se obtém os melhores resultados, ações e experiências.

 

Ferramentas transformam experiências em estatísticas.

 

Mas é a mente humana que possibilita o homem a viver novas experiências.

 

Obrigada a toda equipe AJEPOA e a todos os palestrantes, vocês foram e são sensacionais.

Com carinho, Vanessa de Andrades – @nessadeandrades #conedi

Leia mais:

A minha bandeira é o respeito!

Porque eu escolho todos os dias o caminho mais difícil? 

 

Look do dia: over the knee

Ela não está mais tão famosa quanto era, mas o que ela esquenta nesse inverno gelado não tem preço!

Sabe aquela historia de base de look? Ela foi a protagonista fiz o look todo pra ela aparecer bem. A proposta era ficar quentinha e do meu jeito. E to meio viciada em look branco, confesso, acho que é de tanto que ando querendo paz e equilíbrio, que são as vibrações mais altas da cor branca.

Minha bota over the knee é da @coconutoficial 

Eu amo usar esses casacos/kimonos mais compridos porque como sou baixinha eles ajudam a me alongar, principalmente com salto!

Resolvi fazer esse look super simples para introduzir essa tal de peça base e conseguir explicar bem. Minha sugestão é que tu comece com composições mais simples e com o tempo vá experimentando, testando até ficar expert!

E eu amooooo ficar conectada com vocês, quero ficar cada vez mais perto e levar pra vocês a alegria que vocês me trazem <3

Com carinho, Vanessa de Andrades – @nessadeandrades

 

 

 

 

 

 

Dieta milagrosa: a felicidade está no caminho ou na chegada?

Demorei pra escrever esse post, e até pra falar com vocês sobre minha reeducação alimentar. Mas tudo tem seu tempo, não é? Talvez demorei pra falar sobre porque até eu duvidava que conseguiria me reeducar! hahah Sério!

Eu já gostava do meu corpo antes e isso não é mentira. Aliás nada que eu falo pra vocês é, sempre sou o mais sincera possível e amo que nossa relação seja assim <3.

Sabe aquele time da dieta louca? “Vou ficar um mês sem comer tal alimento”, aí esse mês passa e a pessoa conta os dias pra voltar a comer. Quando chega o tão esperado dia ela se farta até passar mal. E esse ciclo vai indo e não para. Quando nos damos conta, é a comida que está nos consumindo, e não nós comendo pra viver, não é? Vamos emendando dieta em cima de dieta e nunca chegamos no resultado almejado – chegamos no resultado que nos deixa com o corpo flácido e machucado desse estica e puxa.

 

Você já fez alguma dessas dietas citadas aqui embaixo?

SIM, eu era desse time. E sei que estou te pedindo para contrariar um mar de pessoas e diversos desafios de digitais influencers, que te convidam a acompanhá-las nas dietas DELAS. Mas só estou te pedindo para não seguir tais dietas porque eu realmente me importo com você, e porque sei que cada corpo é único! Cada uma de nós precisamos de uma coisa e o que funciona pra mim, não irá funcionar pra você.

Lembra que nesses desafios divulgados por aí, ELAS, na maioria das vezes, são orientadas por profissionais que conhecem o corpo e a necessidade DELAS e não as SUAS. Portanto, o corpo é seu ou dela?

 

Se precisar para um pouquinho aqui, reflete e depois continua lendo.

 

Graças a Deus, eu nunca desenvolvi nenhuma doença séria, dessas como anorexia e bulimia. Mas de tanto brincar, e falo no sentido mais literal, brincar mesmo, sem preocupação, sem orientação e sem responsabilidade com o meu corpo, cheguei em um ponto que estava sentindo ele todo machucado.

 

 

 

O meu corpo, de tanto emagrecer e engordar, já não aguentava mais essas dietas. Enxergava no espelho não só um corpo que não me agradava, mas uma felicidade que estava faltando. Digo quantas vezes precisar: Vida de dieta não é vida! A vida é uma continuidade, é o caminho e não a chegada. Essas dietas milagrosas só focam na chegada, e você precisa focar no caminho, porque é ali que a vida acontece!

O que a Ju fez/analisou e colocou em prática comigo? 

A Ju vai explicar tudinho:

“Eu fiz um plano de reeducação alimentar voltado para a estética, ou seja, o objetivo não era focar na perda de peso e sim na melhora da composição da alimentação e uma melhor distribuição de nutrientes.

Em um primeiro momento removemos todos os “extras”, minimizamos o consumo de industrializados, criamos a rotina de comer de 3 em 3 horas e reforçamos o hábito de manter a ingestão de água sempre em torno dos 2 litros por dia.

Somente com estas atitudes básicas somado ao tratamento com probióticos em cápsulas (melhorar a flora intestinal, absorção dos nutrientes e reforçando a imunidade) já conseguimos grandes resultados.

Sem suplementação (isso é muito importante) conseguimos reduzir o percentual de gordura sem perder massa magra (isso é muito bom), pois geralmente quando fazemos “dietas por conta” perdemos peso as custas de perda de massa magra e perda de água.

Ou seja, a perda de peso que tu teve foi única e exclusivamente gordura, com isso atingimos o objetivo estético da redução de medidas e a melhora considerável no aspecto da celulite.

Como estamos atingindo os nossos objetivos, a proposta é continuarmos com este trabalho estético, agora dando ênfase a outros aspectos da estética, como por exemplo começar a cuidar já da pele, preparando ela para o verão que vem aí”

Ela mara né gurias? Sou fã da minha nutri!

Qual era o meu maior vício?

Eu estava comendo cada vez mais doces e cada vez meu corpo precisava de mais e mais. Não conseguia fazer exercícios físicos porque passava mal e não tinha resistência nenhuma. Meu corpo tremia muito quando eu ficava sem chocolate. Tinha dias que passava mal e isso só passava quando comia chocolate, aí eu “voltava ao normal” – viciada reaaaal mesmo!  hehehe

Quando cheguei na Ju, minha nutri, logo falei do chocolate e o quanto precisava dele. Logo ela me disse, que o meu corpo não estava com baixo açúcar e sim com excesso de açúcar. A Ju, que obviamente é cheia de conhecimentos e estudos sobre, me explicou muiiiitas coisas sobre o açúcar. Ela me falou sobre várias informações que eu desconhecia, e foi um desafio! Difícil mesmo, de chorar real! hahah agora eu começo a rir quando lembro mas na época foi bem difícil!

 

Porque demorei tanto pra procurar uma nutricionista?

Demorei bastante pra procurar uma nutricionista, porque não queria alguém que fizesse do mercado minha maior conta no final do mês. Cheio daqueles potes gigantes de comida em farelo que, no fim, são igual a esteiras, viram cabides em casa.

Eu não queria mais dieta. Queria alguém que entendesse minha rotina e me auxiliasse num plano alimentar de vida real.

Acho que eu finalmente tinha entendido que perder em pouco tempo não significava garantia de equilíbrio, qualidade de vida, e que a perda respeitando o nosso corpo sim, trazia tudo que eu queria no tempo certo.

E hoje, graças ao conhecimento da Ju, eu entendo que a suplementação não é algo ruim, quando usada da forma certa, na quantidade certa. Mas que a suplementação não é a base da reeducação, a base é comida de verdade.

 

O que eu não gosto de comer?

Eu amo comer! E como de tudo. Talvez esse seja meu maior ponto positivo. Salada, legumes, arroz, massa, molho, haha TUDO, e até as que não são saudáveis como fritura e doces. Se você me perguntar “do que você não gosta, Nessa?” Acho que nem sei responder. Até sei: não gosto dessas coisas industrializadas que dizem ser saudáveis. Prefiro minha fruta, meu pão caseiro (e antes que me julguem pelo pão, aguardem!) e minhas marmitas.

 

Foi difícil esse início de reeducação alimentar?

Eu ainda estou no início, faz 2 meses que conheci a Ju e comecei o meu acompanhamento. Mas não vou mentir, foi duro. Principalmente porque EU decidi cortar o doce, eu vi o quanto ele estava me fazendo mal, e asseguro que eu era uma formiga chefe, de carteira assinada e com trabalho nos 3 turnos! hahahah Faz dois meses que não como nenhum tipo de doce e resolvi mudar porque eu notei que não ia conseguir viver saudavelmente com o doce se não desse esse tempo de adaptação.

Tenho até uma história para compartilhar sobre isso. No primeiro ou segundo dia de reeducação alimentar fui comer antes de ir pra academia, em uma padaria, até aí tudo bem. Pedi minha torrada de pão integral e estava aguardando, quando um rapaz se sentou na mesa da frente, com um enorme pedaço de bolo de chocolate. E uma dor enorme bateu no meu coração e meus olhos encheram de lágrimas (juro!) e não estou exagerando, aquilo realmente doeu dentro. Porém, eu venci.

 

Umas semanas depois, estava secando a louça pra minha mãe. E aqui em casa é repleto de chocolate, sério, daquelas coisas que nunca faltam. E a minha mãe, para me ajudar na reeducação, escondeu todos os chocolates. Então, fui pegar o pano de prato para secar a louça e adivinha onde ela tinha guardado? SIM, embaixo dos panos de prato! Meus olhos novamente encheram de lágrimas (hahaha) e eu senti vontade de abraçar os chocolates como se fossem uma pessoa que eu amava e não via há tempo. Porém, de novo, eu venci.

Até sonhar com uma mesa cheia de coisas gostosas eu sonhei, sabe aquelas cenas de alguém todo lambuzado de chocolate e querendo comer tudo o mais rápido? Bem assim! Confesso que acordei assustada. Mas, eu venci.

E, assim, mais algumas coisas aconteceram, já na terceira semana eu estava com um mal humor insuportável e a vontade de matar alguém…

 

Quando parei de sentir falta do doce?

Foi na quinta semana. No final da quarta eu já não acordava mais com a vontade do doce, mas ela batia de vez em quando. Depois na quinta, começou a ficar mais tranquilo e hoje não sinto mais falta. Não é algo que vou banir da vida, mas por enquanto não sinto a necessidade, então não vou consumir.

 

O que mais mudou na minha alimentação?

A quantidade da porção e a quantidade de vezes que eu como durante o dia. Antes eu comia 3x ou 4x durante o dia, em grandes porções. Hoje eu tenho 6x ou 7x refeições com porções menores que igualmente me saciam.

 

É difícil fazer a alimentação do dia com tantas refeições?

Eu acho que tudo é questão de organização. Para organizar a alimentação que levo para rua, por exemplo no período da tarde que sempre fico fora e só volto a noite (estamos falando de 3 refeições) levo mais ou menos 30 min. E o que eu mais amo, é que o app dá um aviso com a hora da refeição e você não corre o risco da hora passar! <3 E fora que a segurança de nunca passar fome é ótimo porque sempre tenho comida na bolsa hahaah (meu cérebro é de gordinha ainda, desculpem). Mas respondendo a pergunta: acho tranquilo, basta se organizar!

 

Quais resultados você já teve?

Eu, particularmente fiquei muito feliz com meus resultados, não foram enormes mas também não deixaram a desejar. Vou colocar as métricas aqui pra vocês analisarem:

No primeiro mês, eu perdi mais peso do que medida e agora eu perdi mais medida do que peso. E isso é super normal segundo minha Nutri. A Ju me explicou que isso é questão de intestino e corpo, ou seja, CADA UM TEM O SEU.

 

 

Nessa, você jaca muito?

Não, não tiro o dia da jaca. Mas quando estou com vontade de comer algo, eu como. Em uma refeição sabe? Não o dia todo. Eu sou enlouquecida por hambúrguer e comi durante esses meses sim, mas nada como antes. Quantidades bem menores e menos vezes também! hahaha

 

Dica de coração:

Indico pra vocês minha nutri, Juliana Ziebell, que eu amo e confio de olhos fechados! Indico ela pela atenção que ela tem com cada paciente. A preocupação em entender a rotina e aliar a alimentação de um jeito que você consiga se organizar para cumprir é o que eu mais amo, fora o fato dela trabalhar com comida simples, comida de verdade. Como eu trabalho bastante com a minha imagem e sei da importância que ela tem para mim, a Ju se encaixou direitinho! Ainda mais porque ela está fazendo pós em nutrição clínica e estética, então a minha reeducação potencializa os procedimentos estéticos que faço. Ela também compartilha várias receitas, no instagram e no dietbox que os pacientes têm acesso! A minha nutricionista atende em Santa Cruz do Sul e para entrar em contato:

Nutricionista CRN2 13199 Nutrição Clínica e Estética (em andamento)

Borges 3711 6987

Deodoro 2109 1676 ou 2109 1776

Santa Cruz do Sul – RS – Brasil m.facebook.com/Juziebellnutricionista

 

Espero que esse post inspire você a se cuidar mais, a prestar mais atenção das fontes que você bebe e que muitas vezes não te fazem bem – cuideo que você na internet! O que mais importa é a nossa saúde. Óbvio que todas querem se sentir bonita, mas precisamos entender nosso corpo… Com o meu biotipo, por exemplo, eu nunca vou conseguir ser uma Gisele. E está tudo bem se for assim! Porque mesmo não sendo a Gisele, no meu tipo de corpo, no meu estilo de vida, consigo ter os resultados e a saúde que preciso.

 

Alinha os seus sonhos à sua realidade e vai sem medo! Ou com medo mesmo, hehe. Mas lembra que o medo não existe, ele é algo irreal. O medo só faz a gente pensar em todas as possibilidades que não dariam certo, e se o pensamento é a nossa maior arma para criar a realidade, vamos ocupar a nossa mente com pensamentos bons e o nosso corpo com uma alimentação saudável, dentro da realidade de cada uma de nós.

 

Com muito carinho, Vanessa de Andrades – @nessadeandrades

 

RS MODA – O retorno do Rio Grande do Sul no mapa da moda

Oi, Gurias, como estão?

Ontem eu participei, com a Bárbara e a Letícia, de um evento muito bacana, o RS MODA. E eu não poderia deixar de compartilhar com vocês o que nós vimos lá, não é?

 

O que é o RS Moda?

O RS Moda é um evento que tem o objetivo de valorizar as marcas daqui do Sul do país, com a ideia de que tenhamos cada vez mais opções daqui para escolher. Além disso, o evento tem a intenção de conectar e aproximar lojistas, designers e profissionais o setor.

Créditos, Revista Donna.

 

Assistimos ao painel “Estratégias Digitais para marcas de Moda”, com o Arthur Chini, diretor do blog Steal the Look, e com o Paulinho Pedó, diretor da marca Melissa  – sim, o maior site de conteúdo comprável do Brasil, e uma das marcas Brasileiras mais conceituadas no mundo inteiro!! O que mais gostei no evento foi, apesar de valorizar o que é daqui, colocar este olhar para o futuro, um olhar global – que no meu ponto de vista foi o melhor do evento! E também algo muito, muito discutido pelos palestrantes.

Na foto acima, Sr. Paulinho Pedó, Letícia e Eu.

Na foto acima, Arthur Chini e eu.

Na foto acima, eu, Sr. Paulinho Pedó e Letícia.

Eu amo nosso estado, nosso amor pelas coisas daqui, nosso orgulho e tradição, mas acredito também que, muitas vezes, isso se torna empecilho para crescer e ganhar o mundo. O amor pelo nosso estado é lindo mas não pode ser limitador, ele precisa ultrapassar fronteiras – e isso sim é ser gaúcho. Precisamos fazer coisas aqui que o mundo queira comprar, precisamos mostrar mais o nosso poder (ele é muito grande pra ficar preso dentro de um Estado só!).

E é por acreditar tanto que temos potencial para ganhar o mundo que apresento pra vocês duas marcas que me fizeram chegar em casa com o coração cheio de alegria, e acreditando que estou certa no meu propósito! Sempre falo que a primeira pergunta que fazemos todos os dias é muito importante: que roupa vou vestir hoje?

Se preocupar com a roupa que iremos vestir não é futilidade, pois quando reconhecemos o poder que o vestir tem sobre nós, vamos dar um salto gigantesco, nos expressamos por meio do que vestimos. A sua roupa fala e, muitas vezes, fala mais do que você. Quantas vezes você já viu uma pessoa e julgou ela pela roupa que estava utilizando, mas, quando ela abriu a boca, você simplesmente se encantou com a inteligência e pensou: o que ela tá fazendo nessa roupa? E quantas vezes você viu uma mulher toda arrumada e elegante e quando abriu a boca você pensou “nossa, sério que é só isso que tem dentro dessa roupa?”.

 

Eu não quero que essa resposta só faça sentido quando você veste grandes marcas, o que eu estou te pedindo é pra ir além da marca! É traduzir por meio da moda o que você tem aí dentro, faça ecoar a sua verdade por meio das suas roupas! A sua verdade é o maior bem você tem. É lindo que possamos ser como somos! Únicos e imperfeitos. Pode até parecer poético, mas não é! Uma roupa limpa, bem passada, sem grandes logos é muito melhor que uma roupa cara mal usada – acredite.

 

Por mais que você não saiba, a sua roupa traz uma história consigo muito antes de ser sua. Ela é pensada através de inspirações, de desejos, de causas defendidas… Ela é criada através de uma história, construídas por mãos humanas e energias. Qual a mensagem que sua roupa traz?

 

Depois de falar tudo isso, apresento para você duas marcas que conheci no evento e que fizeram meu coração vibrar.

 

Conheci a Fran Hermoza, uma mulher negra, linda e inteligente. Vocês não tem ideia do quanto amei essa peça, queria pra mim! haahah É impecável!

 

 

A Fran tem uma marca de roupa que defende o empoderamento da mulher negra no mundo. E você pode achar que esse assunto já é ultrapassado, mas não é. A mulher negra ainda é escondida, assim como a raça. A mulher negra ainda é questionada sobre seu potencial mesmo quando já tem sucesso. O empoderamento das mulheres negras é uma das causas mais importantes que temos, pois se conseguirmos ultrapassar essa barreira tão pequena, da cor entre as mulheres, vamos conseguir algo muito maior, a união de um sexo tão forte que não tem ideia do potencial que pode ter quando se unir.

 

 

 

https://www.instagram.com/p/BT2mF95B-YK/

Vocês conseguem ver o amor que as fotos passam? Isso é verdadeiro. Mais que um discurso, uma frase impressa em um catálogo, é a verdade, a energia que suas roupas carregam. Qual a energia que você emana?

 

Fran, te desejo todo sucesso do mundo e sei que vais ter. Obrigada por compartilhar isso com nós! Tu pode encontrar a Fran por aqui, clicando aqui haha Ou pelo Whatsapp: 54 8156.0055!

Carmel: bonito de todos os ângulos ❤ Já disponível no link da bio.

A post shared by Preza (@preza.me) on

A segunda marca, é a Preza.me  uma marca gaúcha que produz óculos de madeira feito à mão, a partir de materiais revisitados de excedentes industriais. A qualidade manual que eles têm é incrível, os óculos são perfeitos! Confortáveis, leves e muito estilosos.

Eles possuem como prioridade a minimização do impacto ambiental da produção e o desenvolvimento de um produto com alto impacto sensorial. Todos os óculos são únicos!

 

– Posso colocar grau no óculos de madeira? – Pode! 😉

Uma publicação compartilhada por Preza (@preza.me) em

 

Os óculos são femininos e masculinos, eu até achei que são sem gênero. Mas isso é uma percepção minha, você encontra a Preza.me aqui  ou www.preza.me

 

Gostaram? Eu ameeeeei! Parabéns pelo evento RS Moda, e parabéns para todos os envolvidos. Obrigada por me deixarem sonhando!

Vou deixar aqui embaixo o look que eu usei para o evento:

Tô amando marcar a cintura, porque alonga o meu corpo e tira um pouco a atenção das minhas coxas que são grossas haha.

Ah pra quem gostou da beleza, fica ligadinha que amanhã vai sair tutorial feito pela Bárbara que faz as makes que eu mais amo! <3

Me contem o que vocês pensam sobre esses assuntos!! Adoro trocar ideias com vocês!

Para mais infos sobre o evento RS Moda, clica aqui.

Com carinho, Vanessa de Andrades – Clica aqui @nessadeandrades pra me acompanhar no Instagram! 

 

 

 

 

 

6 combos com jeans pra te tirar do comum

  1. O jeans deixa qualquer look mais despojado, se você trabalha em um ambiente mais informal combina-lo com um terninho é uma ótima opção. Os mules que estão muito em alta, ainda te deixam com ar de antenada no mundo na moda!

Como acinturar o blazer? Use a criatividade, combine com lenços que façam esse trabalho ou cintos!

 

2. Gola alta mais bolsa de mão que combo elegante! Alias, bolsa de mão dá um up em qualquer look basiquinho.  

Dica extra: jeans e vermelho são qualquer coisa menos sem graça.

3. Tricot e couro são uma dupla perfeita!

dica extra: sapato nude alonga a perna!

4. Um look all jeans nem sempre precisa ser só de jeans. hehhe

Crie combinações brincando com a cor do seu jeans. Traga outra textura mais formal mas na mesma cartela de cores, ou cor oposta!

A gola alta aqui imprime ainda mais elegância. Lembre sempre: onde você quer criar volume? o ideal é que você harmonize o seu corpo com as combinações. “ai vanessa, to muito gordinha pra usar cor” usa o esconde e mostra, coloca a cor na parte de dentro por exemplo: uma blusa azul e um blaser preto!

O claro ilumina, o escuro esconde. Mas cuidado em se vestir toda de preto achando que emagrece, pode dar efeito contrario. Nesse post aqui eu te mostro novas opções de looks todo preto.

 

5. A camisa do maridão, pai, namorado, faz boa morada em você.

Deixa essa bobagem de gênero pra lá, a vida é muito curta pra aproveitar um guarda-roupa só. Experimente, teste.

 

6. Não existe só calça jeans no mundo: uma jaqueta jeans faz milagres!

Esse look eu usei para ir na Heillige, um pub aqui da cidade, nesse sábado. Esse look eu usei para ir na Heillige, um pub aqui da cidade, nesse sábado. A calça de couro já deixa o look mais sexy, e como não queria estar tão sexy assim, a jaqueta jeans foi a escolha perfeita para quebrar essa mensagem. O que acharam?

 

 

 

Com carinho, Vanessa. – @nessadeandrades 

Ps: Não esquece de acompanhar pelo insta viu? Tem conteúdo também na stories do instagram e nas legendas das fotos.

 

 

Como fazer do seu instagram um mural de inspirações?

Oi, Gurias!

Ontem eu falei pra vocês no Stories do Insta como eu faço para me inspirar em dias que surge aquela frase: não tenho roupa!! haha E hoje vou explicar pra vocês como isso funciona na prática.

A verdade é que utilizo o meu instagram como um mural de inspiração, lá tem tudo que amo, inclusive gurias que eu admiro e me inspiro. E como eu adoro compartilhar as coisas que eu amo com vocês, nada mais justo que apresentar essas meninas para vocês, né?

 

Vou começar pela Mariana. O que eu mais gosto na Mari é a elegância na composição dos looks. Mesmo trabalhando com tendências super novas e muitas vezes ousadas, ela nunca perde a elegância. Os looks da Mari, são modernos, usáveis e fashionistas!

De hoje! Friday 😜

A post shared by Mariana Ruviaro B (@marianaruviarob) on

 

#redboots 🌹

A post shared by Mariana Ruviaro B (@marianaruviarob) on

No instagram @marianaruviaro

 

 

A segunda It Girl que queria apresentar pra vocês é a Carol, e o que mais me encanta na Carol é o carinho com que ela cuida do blog, do instagram e dos conteúdos que ela passa. Você pode ter certeza que tudo lá é pensado com muita atenção pra chegar da melhor forma até vocês. O cuidado e o carinho são a marca registrada da Carol, fora os looks super fofos e estilosos.

Conheçam a Carol!

 

A minha 3 ItGirl, eu encontrei no Instagram logo no começo do blog, e sigo até hoje. Ela é muito simpática e, sério, pensem em uma pessoa atenciosa, não conheço outra blogueira tão atenciosa como ela! Já me ajudou muito com várias dúvidas que surgiram ao longo do caminho e tudo isso sem falar da beleza e do estilo! É uma boneca, sem mentira!

Boa energia garantida seguindo essa linda: Lala Santos!

E eu já estou aqui pensando na Coleção LINDA de Primavera da @userezzato 🍀🌸🌺🌼🌷 |

A post shared by Digital Influencer e Youtuber (@lalaaaasantos) on

 

E, por último, mas nunca menos importante, as duas deusas desse mundo de fashion bloggers: @chiaraferragni e @camilacoelho

Vamos começar com a Chiara Ferragni! Amo o jeito atrevido que os looks da Chiara possuem, é um rocker todo moderninho! Sabe aquele “não ligo pra aparência, quase nem me arrumei” mas tá sempre linda e impecável do seu jeito?

J'Adior #ItalianDays #MariaGraziaChiuri

A post shared by Chiara Ferragni (@chiaraferragni) on

Chiara wears Prada @prada #ItalianDays

A post shared by Chiara Ferragni (@chiaraferragni) on

 

 

 

Com a Cami já dá pra ver de longe que ama se cuidar e não esconde isso. Maravilhosa, só podia ser brasileira né? hahaha eu amo tudo nessa mulher, às vezes olho as poses dela e fico tentando copiar (mesmooo!) hahahha Óbvio que muitas vezes não dá certo, mas pelo menos rende boas risadas!

Inclusive, essa aqui eu quero tentar no verão!

 

 

Agora falando sério, você notou que nós não precisamos copiar ninguém do nosso mural de inspirações? Você precisa pegar os detalhes que mais gosta de cada uma das ItGirls que você admira e colocar no seu dia a dia! Esses detalhes, de algum modo, já estão dentro de você. Você simplesmente irá dar vida nos seus detalhes através da inspiração que vem de fora.

 

Essa inspiração pode vir da moda, do lifestyle, da beleza ou da inteligência… De qualquer coisa que você admira no outro. O mesmo serve para quando falamos mal de alguém. Porque essas situações falam muito mais de nós mesmos do que do outro, né? E quando admiramos o próximo, isso também acontece! Você admira porque há algo dentro de você que diz que você já sabe que esse é o seu caminho!

 

Nesse vídeo abaixo, mostro pra vocês mais inspirações que tenho no insta que são quase um mantra diário, que me dá energia para batalhar todos os dias!

 

Com carinho, Vanessa de Andrades!

Porque eu escolho todos os dias o caminho mais difícil?

Por que eu escolho todos os dias o caminho mais difícil?

 

Porque ele é, sem dúvidas, o mais gratificante.

 

As coisas não aconteceram fáceis, eu trabalhei muito para ter os resultados que atingi até hoje e muitos dizem que são resultados muito pequenos ainda. Às vezes até eu acho, mas aí eu lembro que não existe mágica, se eles ainda não são maiores é porque ainda há muito a trabalhar.

 

Se eu não acreditasse muito que eu consigo chegar onde quero, já teria parado. E não se engane em pensar que eu nunca pensei em desistir, esse pensamento é muito mais constante que você pensa. Mas a gratidão em atingir vidas e receber de volta um brilho no olhar de alguém que chegou mais longe através do meu conteúdo, é indescritivelmente maior que a vontade de desistir.

 

Hoje eu aprendi a respirar quando a vontade de desistir é maior do que a de continuar, e o universo faz sempre questão de me mandar um recado: continua. Esse ainda não é teu limite, dá pra aguentar mais.

 

E o universo dá tantos sinais, bem quando eu pensava em desistir meu tcc caiu no meu colo, com um recado de um professor muito querido: “Não importa o quanto você bate, mas sim o quanto aguenta apanhar e continuar”.

 

Tu percebe esses sinais?

 

E aí, mexendo no Youtube, eu assisti a esse vídeo:

(ah, e pra quem não sabe, eu sou fascinada pelo surf, talvez seja o único esporte que me chame atenção)

Assistindo a esse vídeo eu fiz um exercício diferente, eu comecei a pensar nas coisas que eu mais amo e incrivelmente elas tem uma coisa em comum: elas estendem seu próprio limite e me ensinam a estender o meu, porque elas me inspiram. As coisas que a gente ama tem esse poder, elas nos constroem.

 

Elas me ensinam que a gente sempre pode ir além, sempre. Que não há problema em trocar de ideias, em nascer de novo, afinal, temos essa chance em todas as manhãs. Independente se faz chuva ou sol.

E no negócio que eu escolhi pra minha vida, eu preciso estar sempre nascendo novamente, mas de um jeito mágico – eu aprendi que não preciso ter medo da mudança, porque é nascendo todos os dias que eu nunca vou me perder de mim mesma. Eu aprendi a confiar e a aceitar, tudo bem se o outro não confia, vida que segue. É muito mais energético focar em quem apoia.

 

E lembra o sol lá de cima? Eu amo o sol, o mar, e fico fascinada quando posso sentar na areia e só olhar, sentir. Chega a fazer falta, sabe? A melhor coisa do mundo é o primeiro mergulho do verão. Quando aquela água gelada invade todo o corpo, e é como se tudo fizesse sentido novamente.

 

Eu acho que às vezes o que falta em nós, é sentir de verdade, é encarar e dar a cara a tapa pelos nossos sonhos. É parar de reclamar e apontar o defeito dos outros, e enxergar com carinho os nossos. E saber que muitas vezes vai doer e não é metaforicamente. Mas quando a gente escolhe, o que vem dentro, de uma forma que eu não sei explicar, a dor é amortecida por uma certeza que vem de dentro dizendo: vai dar tudo certo, já deu!

 

 

Com carinho, mas muito carinho, Vanessa de Andrades – @nessadeandrades