Quem é a sua marca?

Oi, Gurias, tudo bem?

 

Há umas semanas atrás visitamos a fábrica da Melissa, aqui de Farroupilha, a convite do Paulinho Pedó, que conhecemos no RS Moda. Demorei para escrever este post porque não sabia como transmitir pra vocês tudo que eu aprendi na visita, e nós não fomos autorizadas a gravar nada dentro da fábrica por causa do sigilo.

Então, resolvi compartilhar com vocês, algo muito maior, o que me encantou na empresa Melissa e o que me faz acreditar cada vez mais nas pessoas e no mundo.

 

A Melissa tem um propósito do jeito que ele deve ser: leve.

 

O que é um propósito verdadeiro?

 

Um propósito deve ser algo que nos faz levantar da cama todos os dias, e não deve ser pesado, ou seja, não devemos ficar pensando em como colocá-lo em prática, ou em como comunicá-lo a todo instante. Um propósito é o que somos em essência e permeia-a todas as nossas ações. Propósito, eu diria, é o nome que se dá pra frase que guarda todos os nossos valores.

É claro, devemos comunicá-lo. Deve pensar nossas ações a partir dos nosso valores. Muitas vezes vamos abdicar de coisas para nos manter fortes em nós mesmos. Vamos aceitar outras para reforçar nosso propósito e ainda outras, vamos refletir e mudar. E, óbvio, não confunda propósito leve com fácil, porque existe trabalho duro. Ele estará presente a todo instante, porque ele é nós, e nós somos ele. Entende?

Como eu vejo a Melissa

Eu vejo a Melissa como uma empresa otimista para o mundo, e não ativista. Ela defende tantas causas sem de fato levantar a bandeira. Vou tentar explicar melhor o que quero dizer:

A Melissa agora produz para homens. Porque eles perceberam que esse mercado já existia, o que eles fizeram não foi ter coleções específicas para o público masculino mas sim disponibilizar os modelos, que já existem, em numerações maiores. Qual o sentido em dividir feminino e masculino, quando podemos ter uma moda sem gênero?

A Melissa é uma marca global, atingiram patamares, dentro e fora do Brasil, inimagináveis a muitas marcas e pessoas. Poderiam separar ainda mais, mas decidiram unir: levando para os consumidores o sonho de vestir grandes marcas, contudo, com preços democráticos. Criando coleções hi-low com grandes nomes: Viviane Westwood, Jason Wu, Jeremy Scott, Karl Lagerfeld, e muitos outros. Porque separar, quando podemos unir?

As Melisseiras. Elas são o ponto mais alto da marca, empoderadas, engajadas e sonhadoras. Empoderadas, porque quando decidem comprar um par novo de Melissa, muitas vezes nem é só para calça-los, existe uma história no novo par de Melissa que as representa, que alimenta a alma, a personalidade, que as fazem ir mais longe e percorrer seus sonhos. Engajadas, porque elas respiram o principal da Melissa, a união, o compartilhamento, seja de experiência, de amor, de valores e propósito. Sonhadoras, porque vivem um mundo de propósitos e valores otimistas, que se tornam o verdadeiro mundo delas, porque é assim, unido que elas enxergam, mas não se cegam para os problemas, apenas preferem amar do que odiar. Teria tudo pra ser só poético mas não é, elas defendem seus ideais, lutam pelos seus sonhos com pares que não vestem só o corpo, mas alma.

 

Espero de coração que tenha conseguido passar pra vocês a experiência que foi conhecer mais de perto essa empresa, e que vocês consigam aplicar algum desses exemplos para melhorar a vida, o projeto ou a empresa de vocês.

 

Me conta o que tu percebe de cada marca, o por que tu gosta de uma marca específica e o que tu achou da minha percepção sobre a Melissa? Vou amar ver tua opinião.

Eu sou a minha própria marca, o que você diria sobre? Será que o que eu quero transmitir é o que eu transmito? Me conta! Quero saber como está essa comunicação.

Com todo carinho, Vanessa.

 

A gente não pode fotografar lá dentro da fábrica, então ficamos com o look pelo menos né? hahha Beijosss

Look de ontem e a certeza que acreditar exatamente no nosso propósito é o que vai nos levar além ♥️

A post shared by Vanessa de Andrades (@nessadeandrades) on

#Modasemgênero: o que virá nos pés na próxima estação?

Devido aos os desfiles e imagens no Instagram dos estilistas e meus Influencers preferidos a #rapidinhadolulu de hoje será um trench coach (caçador de tendências )  e traz imagens que falam por si mesmas. <3

            Vou começar com meus FAV’s #sliders

Já vem desde o verãozinho passado ficou no inverno com meinhas e agora já sabe né é igual bolsa da Chanel precisa ter nem que seja de 20 reais (tem em todo camelo\bazar)

asdadsaf

    (Todo menino fica no mínimo um amorzinho) claro, se combinar com o teu estilo! Mas em questão de conforto e estilo é nota 10! 😉

asdafsdfa

Com meias é mais swag mas basta combinar com camisetão e bermuda de moleton (que fica lindo pra ficar em casa hahaha) olha a Riri aqui:

dasdafdsfsf

Na parceria que ela fez com a puma tem até esse #rycos com pelinhos que devem custar a prestação da nossa      casa própria ( a partir de 249,00)

fadadaeea

Para as gurias agora:

Eu já vi com vestidinhos, fica super charmosinho, colocando um blazer, uma make e já pode sair pro shopping e super mercado pra conquistar um boy #chickalternative

E o que eu vou falar desses aqui da @annabarroso que a gente já quer usar pra ir pra balada…

aergearhrefafdvfe

 

Então, não sei se vocês reparam, mas eu comecei escrevendo sobre meninos e depois coloquei meninas no post também.  Então gente, o recado que quero passar é: essa de ser para homem ou para mulher já é muito passado, você precisa usar o que te faz bem, independente de gênero!  A moda ‘’agenero’’ é tudo que tem nesse post, ambos podem usar os modelos, basta ter amor por si mesmo e vontade de usar, confiança em você mesmo! É pra usar tá? Comenta lá no nosso instagram ou coloca a tag #mahbe quando tirar uma foto inspirada no que leu nesse post! 😉

Rapidinhas do lulu espero que tenham gostado

Xoxo

@santissima.trindade